segunda-feira, 20 de maio de 2013

Como viver só - Peter Pal Pelbart na Bienal "Como viver juntos" pt

Um comentário:

Maggie Nunes Brasil disse...

Me emocionou muito encontrá-los nesta "vida besta" que julgava minha tao somente. Tresloucadamente, lúcida e ponto posto infinitamente: eis-me semente solamente. Fluía/refluía como rio de eternas águas novas, lágrimas de maré cheia, absurdamente desconexada, mal afamada, mal falada, uma cebola envelopada que se cumpre e se basta, ente.
Muito obrigada,
Magpoesia